• Falando da experiência pessoal com o GT e outros jogos de corrida!
  • Grupo de campeonatos e amigos de GT
  • Diário de um Piloto, vídeos diversos da série, veja como completar provas, como conseguir troféus e mais!

12 de setembro de 2014

Castlevania SotN no PS1

Mudando um pouco os ares dos vídeos do canal no YouTube, eis eu passeando pelo castelo de Conde Drácula, a partir de um save antiguíssimo, ao qual volta e meia recorro para manter a bateria do Memory Card viva (e assim manter alguns dados salvos, porque além do Castlevania, há um save de GT1, outro de GT2 e uma campanha de Armored Core – o primeiro ainda).

Neste save encontramos um Alucard já muito poderoso – no início ele conta com coisa de 70HP e 40MP, algo assim, no lv1 –, contando com diversos armamentos a escolher e virtualmente já imortal. Saindo do ponto de save do jogo e indo até o último chefe do jogo, com direito ao final e alguns comentários pessoais durante a partida.

Não tenho nenhum sistema de captura para o PS1, vale recordar… a gravação foi feita sem cortes.

 

13 de janeiro de 2013

Os jogos free para Android

Angry Birds flow freeBloco Quebra-cabeçaStupid Zombies

Unblock Me FREE Trial Demo Virtual Table Tennis 3D SpeedCar

Shoot Bubble Deluxe  Hill Climb Racing Fruit Ninja Free Paper Toss

Mahjong_ico Air Control Lite Find The Ball Glow Hockey

Nem sempre posso estar com o volante em mãos para jogar, há aqueles momentos em que se está numa fila de banco ou Correios, na espera da lotérica com contas ou mesmo na hora de dormir e aqueles minutos “bobos” permitem uma escapada com o telefone para algum jogo mais casual.

E o Android se mostra ótimo nesse sentido, pois o Google Play Store tem bons jogos gratuitos para rodar em offline sem exigir combinações complicadas ou assiduidade muito grande.

(Para continuar lendo, clique AQUI…)

 

1 de janeiro de 2013

1 de dezembro de 2012

O novo Corvette C7 prototype 2013


O Corvette chega a sétima geração com novidades na condução

Esta semana que passou a Polyphony, em conjunto com a Chevrolet, disponibilizou uma novidade no Gran Turismo 5. Trata-se da inclusão por DLC de um dos modelos mais antecipados a dar as caras no jogo, pois ainda é um protótipo do que pode vir a ser a versão final de um carro. O C7 já havia dado as caras aqui no blog e de lá pra cá isso acabou meio esquecido da minha parte. Bom, o fato é que o render apresentado aqui antes tem elementos que ao que tudo indica se confirmarão, como o farol ser vertical e não mais horizontal ou o vinco no teto ser um pouco mais pronunciado (como visto no Viper) que na geração anterior, o C6.


PolyPhony Digital e Chevrolet apresentando o novo C7 para download na PS Store!

O acolchoado do disfarce tenta esconder o que pode sem afetar o desempenho aerodinâmico do C7, mas não esconde que o bico do está levemente mais pontudo que no C6, os faróis, agora supostamente são verticais, se salientam mais e que no tampão traseiro há um sobressalto no centro como o que se pode ver no Volvo S60 do jogo, mas não tão alto quanto. No ramo da especulação, dizia-se que o primeiro ano do C7 virá com o vidro traseiro bipartido, em referência ao C2, lançado em 1963 (50 anos). O GT5 não mostra por dentro do carro ao olhar para trás, mas olhando de fora o centro do vidro está ali e no modo foto dá pra ver claramente que não tem nada de bipartido no vidro. Por falar de datas comemorativas, seria mais certo ainda esperar para 2013 uma edição especial da Chevrolet, afinal, o primeiro Corvette foi lançado em 1953 (60 anos).


A fim de pegar as chaves virtualmente e levar pra qualquer lugar do Gran Turismo 5?

No Gran Turismo fala que cada foto real (sem a camuflagem, que tem até equipe de design selecionada para fabricar ela) vale US$ 100.000 e que há luzes falsas no carro, então pode ser que mais mudanças visuais estejam nesse cardápio. Eu ainda acredito que faróis dianteiros verticais e 4 luzes traseiras redondas são a regra para o C7. Poderiam ser quadradas, como na geração C4, mas com o Camaro no mercado isso não faria sentido. E fechando a descrição do protótipo afirma que apenas 5 pilotos de elite estão certificados para conduzir o modelo e que nós, jogadores da série, poderíamos nos considerar um novo piloto de teste escolhido, para agarrarmos a oportunidade de aproveitar o novo Corvette antes de todo mundo.


O que mais será que este carro terá e que não está exposto no protótipo?

Levando pra pista


Prazer, meu nome é freio! Pode acelerar a vontade, só cuidado com a dona Suspensão!

É claro que eu não me contentaria em apenas guiar o C7 virtualmente, e para isso me usei do sistema de análise de dados que o GT5 dispõe para comparar diretamente pela extensão de uma pista – Indianápolis Road Course – o novíssimo protótipo com seus antecessores diretos, C6 ZR1, C6 Z06 e C5 Z06, todos em stock, com seus pneus desportivos duros de fábrica. Comecei o dia (literalmente, eram 4:40AM de sexta) com o C7. Fiz 3 voltas e o relógio acusou 1:50.677 na melhor delas. O que me levou a escolher Indianápolis foram as retomadas, as saídas em alta e a estabilidade dos carros, mas sem ser tão afetado pelo terreno como seria em Nürburgring. Óbvio que também não daria tempo de levar para Nordschleife e fazer várias voltas com todos esses carros e ainda ir trabalhar na mesma manhã…

Pra ter um teste justo, desliguei quase todas as assistências, restando ativo apenas o ABS em 1, tomei o cuidado de observar nas configurações dos carros para que tudo estivesse em stock mesmo (embora todos fossem zero km na garagem) e de ligar a redução de aderência para Real. Embora não tenha dado tempo suficiente de testar o consumo virtual, deixei ligado também para ver como seria o comportamento dos pneus nas poucas voltas.

vs Corvette C6 ZR1 (2009)


Modelo mais potente em produção, ZR1 continua na linha mesmo com o C7 na rua

O primeiro concorrente foi, claro, o possante Vette C6 ZR1, de 2009. Algumas tentativas frustradas, mas duas voltas bem feitas e ele virou em 1:46.720, quase 4s mais rápido. E isso em stock, com seus pneus duros. Era óbvio que esse C7 não seria páreo pro ZR1, topo de linha da geração anterior, foi quando voltei pra garagem e olhei as informações dos carros. Surpresa, o C7 tem “apenas” 471cv (529PP) contra os 630cv (570PP) do C6. Apesar de roncar bonito e queimar pneu como num sonho americano, estes mais de 150cv de diferença deixaram o C7 menos competitivo… o gráfico não mentia, o C6 passava marcha mais cedo, tinha uma retomada mais forte, mas algo me deixou instigado, e só isso não explicaria na hora o comportamento muito mais dócil do C7 em pista.


Diferença de tempo foi maior que a esperada e me assustou logo de cara

Como comparação, o ZR1 é o que se esperaria de um Muscle legítimo, com um oversteer fortíssimo nas saídas com pé embaixo, saindo de traseira e até rodando se você não maneirar o acelerador, além da suspensão que parece ser mais dura… no C7 tudo parecia mais controlado, era mais macio, permitia esgueirar, embora essa diferença na suspensão tivesse um preço… de cara, deu pra sentir que se passasse do ponto de frenagem o C7 era o oposto do C6, ele entrava em understeer e abria muito as curvas… mesmo assim eu tinha a certeza de que daria para baixar o tempo, pois entrando certo nas curvas ele transmitia mais confiança de baixar o pé e sair mais rápido… mas isso depois, primeiro eu iria passar para o Z06.


Marcações rosa e branca são do ZR1, note que a retomada do ZR1 é muito superior a do C7

Nota sobre o gráfico:
A faixa branca/cinza representa a velocidade do carro com a linha T baseada na distância. A faixa rosa/vermelha representa a faixa de rotação do motor.


Nas de cima o ZR1, motor LS9 acelerando menos e passando mais cedo de marcha

Nota sobre o gráfico:
A faixa amarela indica a troca de marchas, a faixa azul a aceleração e a vermelha representa o freio, todas baseadas pela distância percorrida como T.

vs Corvette C6 Z06 (2006)

Dos Vettes, este é meu favorito… é o modelo RM (modificado para corrida, um dos poucos do jogo) que mais curto. E gosto justamente por ser assim como o C7, mais tranquilo para explorar a potência. Não se engane, o velho de 2006 tem um motor maior que o ZR1 (são 7L do LS7 contra os 6.2L do LS9), embora menos potente (495cv, 537PP). Em relação ao C7, o Z06 é mais leve (quase 100kg) e tem um motor mais potente. Quatro voltas desajeitadas na pista e saiu um 1:48.593. O Z06 se comportava exatamente como um entreposto dos dois, era agressivo, mas não tanto quando o ZR1… a relação de marchas parecia maior e assim eu passava mais tempo acelerando sobre a faixa ideal de torque dele (que é 500rpm acima do LS9 que tem no ZR1), enquanto que a relação de peso/potência me permitia fazer frenagens menores, similares as do C7. Perdeu pro ZR1 apenas nas retomadas e nas longas retas, onde a potência era a lei.


Começou a escadinha dos tempos

Frente ao C7 o que se passou foi um verdadeiro empate técnico. Quase todos os dados oscilavam juntos e o Z06 só ganhou porque eu já estava com o traçado mais acertado. De diferente apenas o deslocamento lateral, onde a força G parecia maior nas saídas de curvas. No fim percebi o óbvio, que o novo C7 que só vai aparecer em 2013 tem todo o jeito de ser a versão “Z06” da nova geração e, claro, a Chevrolet está guardando seus truques na manga para o futuro, para um C7 “ZR1”. O que tem de diferente? O motor é Geração 5, sucessor do LS9 usado no ZR1, e a suspensão parece ter sido retrabalhada para ficar mais macia que nos C6. O torque em baixa rotação e a retomada são mais suaves no C7 também.


Marcações rosa e branca são do Z06, repare que ambos tem desempenho muito próximo


E esse empate entre o C6 Z06 e o C7 foi na pista toda, com vantagem pro Z06


A marcha do Z06 é mais longa e eu tocava o fundo do acelerador com mais facilidade

vs Corvette C5 Z06 (2004)

Como modelo mais fraco dos carros selecionados (399cv, 509PP) e o último dos Corvettes que levei pra pista, o traçado de Indianápolis estava melhor fixado na cabeça e não foi difícil baixar uma volta a menos de 1:50… brincando, na verdade, fiz 1:49.454, com um gráfico muito próximo do que o C7 gerou, sem me animar muito. O C5 era o que mais balançava nas saídas de curvas, mas como tinha menos potência não tinha força suficiente para se fazer perder seu controle, o que permitia ignorar esse fato e baixar o pé sem os receios que se teria com o C6 ZR1, por exemplo.


Levou por pouco o tempo do C7 do começo


Mais tempo acelerando, mais tempo em marchas mais altas, o C5 convida o pé a ir pra baixo

Retornando ao volante do C7


Meu tempo estava acabando e só restavam algumas voltas para o C7 se sobressair ou falhar

Momento de tensão. Com um traçado melhor, será que o C7 conseguiria acompanhar ou mesmo bater o ZR1. É um Corvette totalmente novo, a nova suspensão é melhor que a do C6, o motor, embora menos potente, responde bem e os freios, caramba, os freios fazem os pneus duros parecerem de pneus corrida, de tão eficientes. Entrei na pista disposto a forçar mais o carro do que quando acordei… a meu favor, voltas e mais voltas no percurso com esses carros de motor V8 e disposição FR. Não demorou e bati 1:47.894, deixando os dois Z06 fora do páreo… mais umas duas voltas, os pneus esquentaram, melhorou mais a resposta e o tempo baixou para 1:47;513. Pronto, o C6 Z06 estava 1 segundo inteiro para trás, mas meu alvo ainda estava adiante. O ZR1 não poderia ser tão superior ao nem lançado C7… poderia?


Com acelerador nervoso, o Corvette C6 ZR1 exige cuidados com o volante

Pneus quentes, entradas um pouco mais ousadas nas curvas e o C7 virou em 1:46.829… quase lá, apenas 109ms atrás do ZR1… a suspensão e os freios compensavam as entradas e saídas de curvas, mesmo que nas retas a velocidade do ZR1 ainda disparasse nos gráficos. Não há como competir contra o LS9 superchared.


Quase uma hora depois o C7 estava muito perto do tempo do possante ZR1

Foi quando, com a Fernanda me chamando pro café da manhã acabei por fazer uma volta mágica, antecipando a frenagem, freiando forte por pequenos períodos que fossem o suficiente para entrar nas curvas de modo certo, mantendo controle e traçando para sair rápido, passando as curvas abertas da pista sem nem freiar, antecipando a entrada de algumas curvas e o tempo baixou… embora tivesse que ter dado várias voltas antes e ter cometido vários erros para ver o limite do carro (e da minha pouca direção no G27, reconheço e não desisto de continuar), enfim, sim, o tempo baixou… e como baixou… ele virou 1:44.514. O protótipo do novo C7 se fez forte o bastante para dar uma rasteira no C6 ZR1 na última volta antes de eu ter que desligar tudo para sair.


C7 vs C7, aceleração mais forte, marchas mais altas e tempo mais baixo

Se o ZR1 bateria o tempo? Muitíssimo provável, ele é muito mais possante, mas o excesso de agressividade torna ele muito difícil de segurar, especialmente com pneus desportivos duros, sensação que não se tem com as mãos no C7. Se será um ótimo carro em futuras versões do Gran Turismo? Certamente. O C7 aposentará os antecessores, como o C6 deixou de joelhos o C5, que enterrou o C4, que tirou parte do brilho do C3, que acabou com o C2, que fez sumir o C1… nesse ponto a Chevrolet não brinca e é um ótimo carro, mesmo sendo um protótipo.

E assim testei o Corvette C7 Test Prototype no Gran Turismo 5.

 

16 de novembro de 2012

COD Blops2: The Future is Black

Esta caneca ficou pronta antes do lançamento do jogo e só não foi embarcada ainda rumo ao amigo Guto  porque não tinha ninguém aqui que passasse no correio desde esta segunda para enviar ela… Mas ela está ali, pronta e lindona para ser despachada rumo a casa de seu dono. Na próxima segunda, certamente, pois o Correio não abre nesta sexta, ela será embarcada via Sedex, com toda proteção que sempre faço para que nenhum acidente aconteça com ela no caminho.

The FUTURE is Black, my friend

Desta vez toda temática do futuro sombrio de Call of Duty: Black Ops II está inserido em alta resolução na caneca, com destaque para o slogan do jogo, letras estilizadas manualmente nas escritas, o personagem da capa. arma de imagem capturada do jogo (antes mesmo dele ser lançado), o fone de ouvido oficial… E nisso, discretamente, aparece o logo do clã que o Guto participa, na arma (em perspectiva), sobre ela como selo, no fundo como uma parede com pintura desgastada, na dog tag…


Detalhe da caveira do clã junto a dog tag

É uma personalização especial, feita com cuidado nos detalhes… e nestas novas canecas do Q3 ’12 estou usando sombra invertida nas bordas, o que dá um aspecto ainda mais novo a arte, realçando a imagem na caneca de cerâmica como destaque. Nas fotos não dá pra perceber bem esse efeito, pois parece desfocado nas bordas, mas na caneca mesmo dá uma sensação de relevo bem interessante.


Arma recortada cuidadosamente do jogo para ilustrar a caneca na posição de quem bebe nela

No geral a arte fica entre as sombras que dão o tom do jogo com um clima de deserto, cheio de poeira e ofuscando o fundo.

Até mesmo no fundo dos planos há detalhes para observar. Além do logo do clã numa parede imaginária, há um rosto, o jogo de sombras e luzes, o logo oficial do jogo e o “2” laranja que  chama o lançamento em um canto. Até mesmo na dog tag ele aparece, fechando a arte para a inscrição do jogador. Sobre a série, em especial o Black Ops, tenho o primeiro e gostei muito do modo história do jogo. Sou muito ruim em jogos de tiro, admito, mas acredito que vá tomar interesse pelo Black Ops II mesmo assim, por diversão somente (não entendi totalmente e nem tive paciência para o sistema de classes). Creio que pro básico a franquia já é um jogão, sem dúvida.


Caneca do Call of Duty: Black Ops II

Desta vez não foi Gran Turismo… é isso aí amigos, aceito encomendas de qualquer tipo de arte para as canecas! 😉

 

12 de novembro de 2012

Nova PS Store – muito melhor!

Ontem, antes de desligar o PS3 resolvi dar uma passada pela Store, como quem não quer nada, e qual não foi minha surpresa:


26MB de download da PlayStation®Store nova

Me foi requisitado baixar o novo inicializador da Store, miúdo, mas totalmente novo! Eu até tinha ouvido algo sobre ela no mês passado, mas não havia visto ainda…


Carregando a nova Store ao abrir

Logo depois de baixar ela, fui abrir e vi um loading muito parecido com o do Gran Turismo 2, com barras…


Linda e funcional, muito superior a versão anterior!

De cara a tela de bem-vindo exibe os destaques com muito mais destaque, usando mais preto e efeitos que eu tanto adoro…


Exibindo mais itens ao mesmo tempo e mais rápido!

A navegação pelo menu esquerdo é muito ágil e fácil, muito mais rápida que antes, e exibem muito mais itens na tela que antes, visto que me parece que agora ela finalmente é exibida em alta resolução, ocupando a área com itens muito menores. Melhor que isso, agregaram muito mais informação nas caixas.


Os pacotes combo agora são muito fáceis de achar e incluem o PS Vita

Todos os menus finais de listagem agregam filtros rápidos e modo de classificação no topo. Novos menus mais intuitivos, como o de compre para o PS3 e receba a versão do Vita grátis ou de jogos que permitem unificar os desafios entre as plataformas estão mais visíveis.


Agrupou-se também os jogos que permitem que os desafios sejam integrados entre PS3 e Vita

Tanto o Vita, quanto o PSP, receberam canais próprios com mais peso, ficando no mesmo pé que o PS3 em termos de visibilidade (e não meramente como menus secundários, como era na Store antiga). Esses canais receberam destaques, novidades e itens exclusivos, bem como os compartilhados, que são compatíveis apenas com a plataforma selecionada.

É possível navegar pela Store toda usando apenas as setas digitais do controle DualShock3, o que acelerou muito. E quase tudo parece ser carregado de maneira antecipada, pois o loading de itens está muito mais veloz.

E é claro que eu fui dar uma namorada no Gran Turismo PSP… 60 reais (bem menos que os R$130 que pediram pelo UMD aqui em Bento)……. nas telas dos jogos há um except (resumo) e expandindo isto há um texto mais amplo e detalhado sobre o jogo que se está vendo. Diria que, finalmente, a PS Store parece estar chegando no Brasil, heim… devagar… mas está chegando.

 

3 de novembro de 2012

Atualização 4.30 do PS3

Saiu atualização nova essa semana pro PS3, certo que todos atualizaram, de novo agora apenas que se pode ver os troféus no PS Vita e que a opção coleção de troféus foi movida da categoria Jogo (logo acima do disco) para a opção PlayStation®Network… e com isso, cada vez que se abre os troféus agora, ao invés de ler primeiro do seu HD e atualizar, ele busca primeiro no servidor, deixando um pouco mais lenta a visualização, como quando se compara os troféus com os de algum amigo…

 

19 de setembro de 2012

PlayStation 3 slim slim…

A Tokyo Game Show é sempre uma época empolgante para o jogadores em todo o mundo, pois todos ficam no aguardo de novos jogos e outras novidades que serão reveladas durante o show. Este ano não é diferente.

PlayStation Blog

Não foi mesmo, pois foi neste ano na TGS que surgiu o novo PS3 Slim:


Imagens da própria Sony

Sim, ele é feio.. consegue ser mais feio que o Slim em relação ao primeiro, o modelo fat, mas também é o retorno do acabamento brilhante que todo mundo se agrada, por isso vai dividir opiniões. Deve levar um tempo para chegar aqui e terá somente duas opções que só tem como diferença o HD interno, de 250GB no modelo base e um, mais caro, de 500GB. Isso pra mim só significa duas coisas, a primeira é a clara intensão de levar os jogadores do PlayStation 3 a usar cada vez mais mídia digital (daí o espaço cada vez maior), guardados dentro do HD, e a segunda que é sobre a vida útil do PS3, que deve resistir bravamente até 2015 no mínimo – e assim o PS4 fica para mais adiante. Esse é certamente o slim “final”, como foi com o PS2 Slim, o modelo mais popularizado e eu não me espantaria se o Slim “tradicional” vier a sumir rapidamente. O novo slim é uns 20% menor e se diz 25% mais leve do que a versão atual, que tem 3,2kg.


É como um dvd player, mas um pouco maior…

É visível que foi feito um grande esforço em reduzir as dimensões dele ao mínimo e pela redução de peso também cortaram muito (muito mesmo!) do material usado para a construção dele. Sendo mais capado tecnicamente que as versões anteriores, eu não espero menos que redução de calor por parte do cell, redução de tensão, entre outros… note que ele voltou a ter bandeja, certamente usando um sistema de carro pro leitor mais simples e fácil de ser fabricado… tudo isso simplifica este PS3 ao seu ponto mais básico… só não mais básico que o do PS2 Slim…

Update

Rapaz… eu não tinha visto a tampa do drive de disco. Juro, olhando de frente pensei que era um carrinho como o que se tem nos PCs, ali node está po selo PS prateado e a luz do power. Mas é inacreditável, a tampa é a parte de cima, onde tem o desnível!! Então, aos que não viram ainda, ela abre assim:


imagem do unbox da IGN visto na GGT

A Sony conseguiu fazer pior que o PS2 Slim… e eu nem irei falar da poeira.

 

13 de setembro de 2012

PS3 update 4.25

Saiu, demorou para baixar e serve pra qual propósito? Nenhum, a menos que você seja usuário plus, daí sim, aumenta o espaço online para armazenamento de saves de 150MB pra 1GB. Isso seria particularmente útil ao amigo Ricardo que trocou seu console recentemente e se vê pequeno com o armazenamento dos dados do console antigo. Isso, claro, somente se você for plus!

 

Navegue pelo blog:
 
 
Gostou do blog? Você pode curtir no Facebook:
 
PSN ID: R4-RobsonB
PSN ID: R4-RobsonB
clique ver mais detalhes do meu perfil na PSN