• Falando da experiência pessoal com o GT e outros jogos de corrida!
  • Grupo de campeonatos e amigos de GT
  • Diário de um Piloto, vídeos diversos da série, veja como completar provas, como conseguir troféus e mais!


1 de julho de 2015

Finalizando… | The Crew

Bom, depois de uma pequena maratona no canal apenas com vídeos de The Crew via Streaming, eis o derradeiro momento, o fim do jogo, ao menos no que toca a platina. Digo da platina porque há ainda badges a serem conquistadas para o 100% dele, que requerem uma equipe de 4 jogadores que realmente queiram rodar muito para fazer tudo. Ou seja, não é algo que se possa fazer sozinho…

Platinando as missões

A história do jogo requer a platina de todas as missões de história. Rende um troféu de ouro, o esforço extra. Ele soa impossível, como todo jogo que tem “ranking S” por aí, mas na prática não é tão complicado quanto parece. Você precisa primeiro pegar as antenas e subir de nível até o 50 como jogador (o que em testes de salto demora coisa de 2h30), então partir para a platina em testes de habilidade (começando por pulos que são fáceis e rápidos) para subir o nível de seus carros. Feito isso você pode partir para as missões de história (sim, dá pra fazer isso sem ter terminado o jogo) já em busca da platina de algumas delas. Como a grana deixa de ser um problema com o decorrer do jogo, fica fácil obter alguns carros para essa “árdua” tarefa e os que recomendo pós-minha-platina são:

  • Street: quase não tem missões assim com o seu carro, que eu lembre, qualquer um serve, até mesmo o primeiro.
  • Dirt: Ford Focus RS
  • Perf: Ford Focus RS ou Agera R
  • Raid: Ford F150
  • Circuit: RUF 3400 K

O complicado são missões onde você tem que usar o carro dado pelo jogo, logo no começo, porque daí o nível do carro é fixo, dependendo da sua habilidade apenas. Atenção que nem sempre o caminho óbvio é o melhor, como o de levar o carro logo no começo do jogo em que não se pega a direita na praça, mas se segue reto, poupando tempo e riscos de acidente. Cada tipo de missão tem um objetivo que dá maior pontuação, mas geralmente envolve o menor tempo ou o menor dano. Uma prova Raid, por exemplo, de quebrar outro carro, se resume a quebrar o outro carro no menor tempo, como a máquina sempre repete seu caminho, recomendo tentar algumas vezes para ver possíveis melhores locais para a acertar o rival. Provas de checkpoint demandam menor tempo. E por aí vai, use a Wiki se tiver dúvida ou observe o que aparece no bônus no final da prova para saber o que deve priorizar.

Como se pode perceber o Focus é um coringa, serve pra muita coisa e é um carro barato que supera em muito o Camaro que eu estava tentando usar. Pra Dirt ele é realmente o melhor, no Perf onde você precisa de mais controle que aceleração ele também se sai muito bem, como a subida que falhei no vídeo com o Agera, foi de primeira com o Focus. Onde você precisa de explosão, como fugir da polícia, o Agera se sai melhor porque tem mais aceleração.

E, claro, pra escapar da polícia sempre tente usar os trilhos, ela se sai muito mal quando tem que seguir você nele (a menos que você esteja de circuit, daí prefira longas retas e velocidade máxima)…

Brincando com a polícia

Aqui um vídeo diferente. Eu sou meio traumatizado com as perseguições de NFS Most Wanted, mas a polícia do The Crew soa um tanto despreparada. A “barreira” deles se resume a um objeto… mesmo batendo no carro da polícia nada de mais acontece. Os perseguidores são atrapalhados e lentos… o helicóptero fica sem combustível rápido… em busca de uma badge persisto em ser perseguido por uma longa distância…… e falho, porque mesmo com 4 estrelas de 5 a polícia não se liga de me perseguir, é bizarramente engraçado. Curti demais esse vídeo quando me assisti, acho que foi o que mais curti do The Crew dos que fiz.

Enfim, a platina!

Os últimos 100km até o pipocar da platina! Parecia pouco, mas em um momento parecia que não tinha mais fim………… mas tá lá.

Minha experiência e roteiro

Quando comecei o jogo eu queria curtir. Foi o primeiro jogo de corrida que comprei pro PS4, diferente do Driveclub que aluguei 2x e platinei, então aproveitei ao máximo. Ele não era como eu imaginei que fosse em alguns sentidos, mas irei explorar esse assunto em vídeo posteriormente. O resumo de como fiz a platina se deu em rodar com o Camaro Street  aproveitando o cenário, especialmente entre Detroit e Nova York. A primeira viagem nessa estrada é legal e eu recomendo que a faça com tranquilidade, calma, sem pressa nem missões rolando. Rode como se fosse de verdade. Depois comecei a abrir o mapa rumo as antenas e, delas, rumo aos pontos de interesse e sucatas dos carros (assim já os recebia assim que abria um novo QG). Só depois disso comecei a fazer testes de habilidade pra subir de nível e melhorar o Camaro, coisa que se provou ineficiente pro carro. Do nível 50 fui pra história e, por fim, pro online. No fim, restava apenas a distância pra percorrer e cá estou.





Faça seu comentário! »

Você pode seguir as respostas deste post pelo feed RSS 2.0
 

Navegue pelo blog:
 
 
Gostou do blog? Você pode curtir no Facebook:
 
PSN ID: R4-RobsonB
PSN ID: R4-RobsonB
clique ver mais detalhes do meu perfil na PSN