• Falando da experiência pessoal com o GT e outros jogos de corrida!
  • Grupo de campeonatos e amigos de GT
  • Diário de um Piloto, vídeos diversos da série, veja como completar provas, como conseguir troféus e mais!

3 de novembro de 2016

PS4 Pro e o futuro incerto…

source

Em uma semana estará nas prateleiras o PS4 Pro. Não é segredo que sou um grande fã da plataforma da Sony, mas o PS4 Pro é uma quebra de paradigma tão grande e fútil que vejo nele a ruína do sistema de jogos em console como conhecemos a médio prazo e um pesadelo enorme para aqueles que gostam de jogar sossegados diante da TV com uma máquina dedicada a isso. Ele é a imagem de uma indústria sem rumo, perdida nas mãos de quem não pensa como jogador, mas de analistas que não conhecem o que o mercado precisa e se preocupam em criar um caixa que vai ruir com todo o conceito desse segmento.

novo PlayStation 3 Slim

E explico meu ponto de vista. A Sony entrou numa briga que vai certamente perder, porque ela quer competir com PCs quando no momento nem está conseguindo brigar com o Xbox One direito. E nessa de se achar superior em hardware veio o PS4 Pro, para poder respirar nessa briga com um poder superior ao do PS4 “normal” frente ao avanço bem dizer semanal dos PCs. Hoje pode soar legal, teremos (alguns) jogos UHD 4K HDR, mas daqui um ano essa super máquina vai estar datada também. Em dois anos, tempo que tenho meu PS4, ele vai esbarrar num PC mediano que seja focado em games… e aí a Sony poderá partir para o “PS4 Pro 2” e respirar mais um pouco nessa batalha ou partir para um PS5 que não só usaria a mesma arquitetura dos PCs (x86, já usada no PS4 e One), mas que já poderia ser projetado para upgrades (não distante de slots de expansão que já vimos ao longo de gerações de videogames, mas algo mais modular mesmo, como um PC de mesa de hoje).

Disco original do PS1

Porém, antes de falar de futuro vamos nos focar no hoje, e veja só, teremos já agora em linha o PS4 “fat”, que foi substituído por PS4 Slim e o PS4 Pro nesse momento… 3 aparelhos similares, mas não iguais, e isso é um enorme problema para desenvolvedores, porque antes o jogo era feito para a plataforma e “fim”, o jogo estava feito (muito porcamente feito nesses tempos de Internet, cheio de bugs corrigidos por patch via download para desenvolvedores preguiçosos e que parecem não testar seus jogos para coisas básicas, muito diferente do que se via 20 anos atrás). E se a linha de desenvolvimento dos jogos HOJE é orientada pelo PS4 “comum” (slim, a partir de agora) e então otimizar pro PS4 Pro, as desenvolvedoras tem um “duplo” trabalho – pra não dizer triplo se testarem e garantirem que seus patchs não enrosquem no modelo “fat”, coisa que aconteceu com um e outro jogo no PS3 – e eu não demoro a ver que vai ter algum título em um ano, talvez dois no máximo, que seja “PS4 Pro Only”. É a forma do mercado “forçar” passagem e vender de novo o “mesmo” aparelho. Ou mesmo que inverta essa linha e o jogo seja feito diretamente pro PS4 Pro e então capado ao limite pro PS4 comum gerando toda sorte de problemas (desde bugs pequenos, até lag e queda de framerate), coisa já vista em épocas de transição de plataformas (vide PS2~PS3 e PS3~PS4).

E é nesse ponto que vejo que o PS4 Pro é extremamente nocivo para o conceito de console. Primeiro porque ele vem para agregar um conceito oculto de validade ao produto e segundo porque ele próprio vai se sucatear competindo com os PCs e será iminente a necessidade de um “upgrade”. Imagine estar em 2019 e nascer o “PS4 Pro2”. Imagine o desenvolvedor de jogos querer lançar um jogo para PS4 se preocupando com fat, slim, Pro e Pro2, será que veremos capricho para o modelo “velho”? Duvido demais disso…

SNES

E aí entra a coisa que faz um console ser um console, pra mim ao menos, que é (primeiro) o hardware ser padronizado e (segundo) você colocar o jogo nele e rodar, direto, sem rodeios e sem instalações. O fim da era do PS3 e o PS4, nesse momento, já mataram o segundo item e, em uma semana, estarão matando o primeiro item. Diferentemente do meu SNES, que 25 anos depois eu posso pegar, instalar e ligar com um cartucho para sair jogando em 2 minutos, o PS3 em grande parte e o PS4 inteiramente, não vão chegar neste dia. Em 15 anos o PS4 vai ter boa parte de sua base morta (por ser só online e estar sem servidores operando). Em 25 anos será uma peça de museu limitada, longe de seu auge, coisa que vemos em um Mega Drive ou SNES hoje.

primeiro gran turismo

O resultado do PS4 Pro no mercado, sem dúvida, vai ditar o que será e se é que será o PS5. Mas a Sony vem perdida desde 2012, basta ver o PS Vita que morreu por falta de suporte da própria Sony, mesmo focado com o hardware robusto (um ótimo portátil, mas mais morto que vivo), o 3D naufragou depois de uma forte campanha para PS3 (não vejo muito disso no PS4), agora eles vem com PSVR caríssimo e, junto, PS4 Pro, que chega junto com uma visível oferta para venda de TVs 4K com HDR (as mais recentes), como visto com o 3D. É hardware demais para pouco software. E se tem uma coisa que aprendi com a história e com a própria Sony que desbravou o mercado com o PS1, os fracassos de Philips e Panasonic (3DO), Apple (Pippin), a veterana Sega (Saturn, Dreamcast) e a grande Nintendo (N64) lá nos anos 1990 é que vence a plataforma que tem mais jogos, não importa o quão robusta seja. A Sony não parece ter aprendido nada com o Vita mesmo, que é recente nesse hall de fracassados. E se no lançamento de PS4 e Xbox One, para jogadores de console, a Microsoft era a piada, parece que o mundo deu voltas e hoje a piada é a Sony, que faz os passos da Nintendo de 1995 e caminha rumo ao fracasso escancarado.

De mim, passo PS4 Pro, passo 4K, passo VR, quero um Gran Turismo que não vem e não se justifica a investir tanto dinheiro assim (preferiria um Xbox One do que outro PS4). E até nisso a Sony perderia para o PC, já que no PC meu Logitech G27 funciona e no PS4 não (culpa da Logitech, sim, mas sem nenhum esforço e pressão por parte da Sony para fazer funcionar – coisa que ela fez e muito no passado, algo que a colocou onde está).

 

17 de novembro de 2015

Resumo da semana do jogador | 13.nov

Nesse resumo falo do que rolou nessa semana:
• MotoGP e a não vitória de Rossi.
• 24º Encontro Sul Brasileiro de Veículos Antigos.
• Viper SRT10 Hennessey Venom 700.
• F1 com GP no Brasil.
• Need for Speed só dublado.
• The Crew Wild Run.
• “Fugu Z”, um Datsun 240ZG de 1973, vence a SEMA Show.
• GT PSP entra na minha coleção.

E pra quem quiser um canal sobre ajustes de carros no GT, deem uma olhada no CCRBR!

Quem é da região e quer negociar e comprar jogos, dê um pulo na Solar Games!

E sem condições de deixar a tela do Playroom, picota todo áudio… segunda semana que isso acontece!

 

9 de novembro de 2015

Resumo da semana do jogador | 06.nov

Nesse resumo falo do que rolou nessa semana:
• A F1 e o provável fim da transmissão aberta.
• Os impressionantes recordes do Viper ACR ’16.
• O novo NFS e a cautela com os reviews.
• O DLC fabuloso de Forza 6, com a MP4/4.
• Várias notícias envolvendo a Nissan, do GT-R GT300 vencedor deste ano, ao pessoal abandonando o LMP1.

Até que apesar dos problemas que tive antes de começar a transmissão, as coisas andaram bem. Triste apenas que no final dela cortou demais e não deu pra interagir melhor, coisas da Internet aqui em casa…

E pra quem quiser um canal sobre ajustes de carros no GT, deem uma olhada no CCRBR:
https://www.youtube.com/user/ccrbr

 

3 de novembro de 2015

Resumo da semana do jogador | 30.out

Nesse resumo falo do que rolou nessa semana:
• Tricampeonato do Lewis Hamilton na F1, igualando Senna e as gafes da Globo.
• Nascar e o Big One de Talladega.
• MotoGP e o caso Marquez vs Rossi na terceira posição.
• Gran Turismo Sport na Paris Games Week.
• O que esperar do Gran Turismo Sport.
• Como fica GT6 com a saída do GT Sport.
• PlayStation VR e o GT / Driveclub.

E pra quem quiser um canal sobre ajustes de carros no GT, deem uma olhada no CCRBR:
https://www.youtube.com/user/ccrbr

 

27 de outubro de 2015

Gran Turismo Sport anunciado

Gran Turismo Sport

Quando o logo da Polyphony Digital surgiu em branco sobre o fundo preto em tela cheia da transmissão da Paris Games Week senti uma euforia que a tempos não sentia, isso porque sabia que logo depois dela viria Gran Turismo. Não deu outra, anunciaram Kazunori Yamauchi para subir ao palco e então começou o teaser que, pra mim como fã da série, fez todo o sentido da palavra. O TEASER!

Parei tudo, sequer piscava. As imagens da transmissão em HD na tela do PC com ele sendo anunciado para o PS4 se pareciam mesmo como aquelas vistas no teaser do Bugatti Vision, claramente, aquele não era mesmo o GT6, mas o GT Sport em um estilo visual que se assemelha ao que temos no modo fotografia desde Gran Turismo 5.

Sobre o teaser

O primeiro momento… vídeos de corridas reais do passado. Se você jogou muito e adorou o Gran Turismo 2, um dos melhores de toda série ainda hoje, certamente a abertura do teaser lhe levou até aquele momento. Um jogo que foi feito para o mundo, com muita variação de carros e traçados e bastante amplo em tudo, então o que se pode esperar mais do próximo Gran Turismo após um fraco GT6 do que isso?! Um jogo feito para o mundo… e para todo mundo, dos 7 aos 77 anos como dito na tela, o que entendo que é do fácil ao difícil.

Então, começam as cenas de CG dos carros dentro do jogo…

E aí você pode passar batido e pensar “não se viu grandes coisas”, quem sabe alguns modelos novos legais e um punhado de vídeos velhos, mas nada tão chamativo assim. Não se engane, está tudo ali, incluindo alguns sinais muito importantes para se observar. O maior deles, o próprio Bugatti Vision, que acredito que seja a possível máquina pra capa do jogo. E explico porque penso isso: o Vision aparece claramente duas vezes sozinho, com destaque no teaser. Surge em detalhes também, como no globo, de maneira sutil. E ele aparece discretamente na cena do piloto com o capacete, desfocado ao fundo.

teaser bugatti 2

teaser bugatti

E ele tem todo esse cenário só para ele. Mas não basta isso, entre as cenas de corridas antigas uma fica muito nítida e chama a atenção, com este carro:

bentley blower

Não ligou o nome a pessoa? Não é um Bugatti, mas sim um Bentley 4,5-Litre, mas mais conhecido como “Bentley Blower”, de 1927, e que correu em Le Mans. Aliás, foi feito especialmente pra esse propósito. Nada mais justo que relembrar o passado da marca daquele carro verde do que resgatar na história Le Mans de 1930, o palco dos Bentley Boys, como eram conhecidos nesse período os pilotos dos carros da marca inglesa. E só se pensa em resgatar o Bentley se ele tiver um papel de destaque. Mas onde o verde da Bentley se funde ao Vision da Bugatti, que é quem está em destaque? Bom, nesse mesmo período a prova era dominada pela Bugatti e seu Type 35 (evoluído ao Type 35B depois nesse mesmo período), que era tipicamente azul, ou seja, essa imagem relembra justamente o rival da Bugatti e é uma referência do projeto.

A outra opção é o novo Miata. Motivos não faltariam… ele é um lançamento, é japonês, tem um peso enorme em seu nome e aparece 3x em ângulos diferentes no teaser com riqueza de detalhes de cair o queixo. Mesmo assim, me parece não ter a imponência necessária para desbancar o Bugatti desse lugar. A seu favor, porém, as capas de GT2 japonês (Honda S2000) e, ainda mais improvável, a de GT3 A-Spec (Acura CL Type-S).

teaser mazda miata 1

teaser mazda miata 2

teaser mazda miata 3

Exibido num grau de detalhismo que faz os premium do GT5/GT6 ficarem feios… e claro, não apenas mostrando sombras, mas reflexos do sol em pontos brilhantes, algo que é muito mais próximo de Driveclub visualmente que Gran Turismo 6, sinal do poder da engine no console mais potente, com direito a escrita em relevo no pneu e a pintura dele com uma profundidade nunca antes vista na série.

teaser pneu alta resolução

E pra quem gosta de Lamborghini, como eu que amo a marca, uma ótima novidade:

teaser veneno

A Lamborghini Veneno finalmente chega na série e em sua melhor forma. Mas nessa cena acima, dê atenção a sombra 3D perfeita do cenário (que lembra muito os de exibição do Forza, por sinal), um modo discreto de demonstrar que não estão brincando e estão totalmente focados no Sport para PS4 e não no PS3 mais.

teaser am gt

Além da Veneno, finalmente dará as caras a minha não tão favorita AMG GT, que substituiu a SLS GT3 (ao fundo), o novo R8 LMS e o R18 e-tron quattro.

teaser r8 lms novo

teaser audi r18

Os modos de jogo

GT Sport - FIA championship

O próximo Gran Turismo virá com novidades, com destaque principal a fixação de um campeonato junto a FIA, oficial, com direito a premiação anual e entrega do prêmio em cerimonial durante o fim de cada ano em Paris (um dos motivos do anúncio na Paris Game Week, e também pela França ser o berço do esporte motorizado, nas palavras de Kazunori).

Gran Turismo Sport - campeonato FIA anual, com premiação em Paris

Vem também as copas por país, com direito a país contra país, num claro gesto de ser a competição o maior enfoque do novo título, como eu havia predito no Diário de um Piloto 16.

Gran Turismo Sport - Campeonato por país

E é claro, o tradicional desafio entre marcas também estará presente, com fãs de todas as marcas competindo por elas entre si!

Gran Turismo Sport - campeonato por marca

Isso reforça que eu estava certo ao falar no episódio 16 que “O GT7 tem tudo para ser o jogo da competição, em si”, ao que tudo indica, é o foco do próximo Gran Turismo.

O Vision ampliado

Sem dúvida, surpreende que a união com a FIA seja tão propagada na apresentação, com enfoque não apenas no Projeto Vision GT, mas claramente orientado a tudo que envolva o esporte motorizado pelo tempo. O que parece é que a homologação com a FIA não se resume apenas a certificação das pistas, mas a eventos esportivos, quem sabe a abertura a etapas de diferentes tipos de competição que estejam sob a tutela da FIA, dentre elas a F1 (que expira o contrato da CodeMasters neste ano).

Gran Turismo Sport - dirija pelos próximos 100 anos

Pra quando?

Essa era a pergunta que todos queriam a resposta. O Beta se inicia para a comunidade do Gran Turismo (uns dizem aberto, eu entendo que é pra quem joga o GT6 no PS3) em 2016 (acesso ao jogo somente no PS4). E certamente eu irei estar lá! 😀

Gran Turismo Sport - BETA 2016

Certamente virá com novos carros e projetos futuristas a bordo, as mais importante que isso, virá com uma linha de tempo do jogo em que nós mesmos estamos no meio desse caminho. Daí o novo slogan:”Keep Making History” (“Continue fazendo história” numa tradução livre). E o logo do Gran Turismo Sport, branco com dourado. Ainda mais fundo nas novidades do GT Sport, ao ser perguntado no palco sobre o uso do dispositivo PlayStation VR, Kaz disse que será muito natural o uso do VR, o dispositivo de realidade virtual ainda a vir para o PS4 que permite que o movimento da sua cabeça controle a câmera do jogo (item muito bem vindo no caso de um jogo de corrida, para o uso de espelhos sem botões e uma visão o mais realista possível), sem contar a possibilidade de navegar pelo carro livremente com o dispositivo movimentando a cabeça e se inclinando para ver itens mais atentamente.

Gran Turismo Sport - slogan

Ansiedade é o que nos espera até lá…

teaser piloto 2

teaser piloto 1

Obrigado Kaz. Mesmo com a demora e um GT6 incompleto, tem tudo para se redimir no Gran Turismo Sport se cumprir em 2016 tudo que mostrou e falou em minutos! E eu falei no começo do Bugatti Vision, olhe ele na imagem acima… desfocado.

OBS: Notei, mas não comentei originalmente aqui, a presença de vários Porsches históricos nos vídeos de abertura do teaser, outro que expira contrato em breve com a EA é a empresa de Stuttgard, pode ser sinal de boa notícia. (e quem sabe mereça uma capa, caso ocorra).

 

25 de outubro de 2015

Resumo da semana do jogador | 23.out

No resumo da semana de 23/10 falei sobre:
• Sazonal do Gran Turismo 6 com pista do novo criador.
• EA revela lista de carros do Need for Speed.
• Data do Sébastien Loeb Rally Evo.
• Burnout: Criterion afirma que não tem planos de fazer nessa geração.
• Brasileiro Horizon Chase fazendo bonito.
• Update 3.10 do PS4
• DeLorean é o carro da semana, graças ao 21/10 e BTTF2.
• Brasil tomba para a 11ª posição no mercado de games.
• Miniatura do X2014 pode ser produzida no futuro.
• F1 decisiva sem transmissão na Globo.
• Comentários sobre GT7.

Tudo isso ao vivo, todas as sextas!

 

Editor de pistas do GT6 | Ddup 19

Com a chegada da atualização 1.21, finalmente desembarca no Gran Turismo 6 o editor de pistas. Ou quase isso, já que ele só funciona no tablet. Diante desse impasse e de estar bloqueado ainda no Brasil durante a criação deste vídeo, ficam algumas opiniões sobre esse novo recurso da forma como foi apresentado em um episódio curto da série.

 

17 de outubro de 2015

Resumo da semana do jogador | 16.out

Primeiro vídeo feito totalmente no PS4 e enviado direto ao YouTube.

Neste vídeo falo das novidades de GT6, The Crew, PCars e do autódromo internacional de Curitiba que será destruído para virar um condomínio.

 

28 de setembro de 2015

SRT Tomahawk X VGT | GT6

A primeira ida pra pista com o Tomahawk X VGT. É o carro mais rápido do jogo, graças a inclusão de um sistema de placas aerodinâmicas móveis, motor de 2500cv e um peso pena.

Diferente das versões de rua e de corrida, o protótipo é muito arisco e sensível dividida em dois estágios, no primeiro sem auxílio aerodinâmico como o carro normal e, automático, com este virando muito mais em maior velocidade. O ponto é dominar quando esse sistema entra em operação para poder tirar maior proveito de toda a potência e qualidade aerodinâmica do carro.

Com este SRT o limite não é o carro, mas o piloto e sua concentração.

 

Navegue pelo blog:
 
 
Gostou do blog? Você pode curtir no Facebook:
 
PSN ID: R4-RobsonB
PSN ID: R4-RobsonB
clique ver mais detalhes do meu perfil na PSN